Menu
Sua casa Sua cara

Aqui você encontra dicas, notícias, tendências, vídeos e muito mais para deixar a sua casa do seu jeito. Acompanha nosso site e veja como pode ser fácil e divertido decorar sua casa!

O que é a composição de renda para financiamento? 18.11.2017

Voltar


Vamos apresentar neste artigo uma opção que pode ser perfeita para quem não possui recursos suficientes para financiar o imóvel de seus sonhos.[ Ver Mais ]


Estamos falando da composição de renda para financiamento — ou seja, quando duas ou mais pessoas somam seus rendimentos para obter uma margem de crédito maior do que conseguiriam individualmente.


O funcionamento da composição de renda é, na prática, bastante simples — como veremos a seguir. Mas fique atento, pois todos os componentes tornam-se proprietários do imóvel. Caso você se interesse pela opção, procure convidar pessoas de sua confiança.


Quer saber mais sobre o assunto? Continue com a gente!


Para que serve a composição de renda?


A principal vantagem da composição de renda é permitir que pessoas que não possuem margem de crédito suficiente possam financiar imóveis de valor mais elevado.


Em geral, o comprometimento não pode superar 30% da renda mensal — o que, muitas vezes, impede o acesso dos interessados a imóveis que efetivamente atenderiam as suas necessidades.


A composição de renda para financiamento pode tornar possível a aquisição do imóvel dos sonhos!


Quem pode participar da composição de renda?


Na maioria dos bancos, como é o caso da Caixa, qualquer pessoa que tenha aprovada sua análise de crédito pode participar da composição de renda. Todavia, há algumas instituições que adotam políticas mais conservadoras, restringindo o procedimento a cônjuges e parentes mais próximos.


É recomendável avaliar as regras de diferentes bancos, além das demais condições oferecidas para o financiamento, antes de tomar uma decisão.


É possível utilizar o FGTS na composição de renda?


Sim. Aliás, é possível utilizar os recursos das contas vinculadas do FGTS de cada um dos componentes, ajudando assim a incrementar o valor da entrada e, consequentemente, diminuir o total do saldo financiado.


Conforme as regras de utilização do fundo, o FGTS pode ser aproveitado para liquidar parcelas ou amortizar o saldo devedor.


É interessante ressaltar que o fato de que um dos participantes da composição de renda tenha optado por utilizar o FGTS não obriga os demais componentes a fazê-lo. Para sacar os recursos, o financiamento precisa ser concedido no âmbito do SFH (Sistema Financeiro de Habitação).


Por que a idade dos participantes é tão importante?


A faixa etária dos participantes da composição de renda é um fator que merece atenção especial. Isso porque existe um limite de idade para que uma pessoa possa ter um financiamento imobiliário ativo no Brasil.


Assim, a idade do componente mais idoso será tomada como base para definir a duração máxima do financiamento.


A verdade é que o valor das prestações de um financiamento é inversamente proporcional à quantidade de parcelas. Consequentemente, a presença de um participante mais idoso pode fazer com que o valor a ser pago por mês seja demasiadamente alto, anulando os benefícios da composição de renda.


Como vimos, a composição de renda para financiamento pode ser a saída que você estava procurando para conquistar o imóvel dos sonhos — se feita com a devida atenção, é claro.


Então, o que você acha da alternativa? Nossa conversa continua nos comentários: deixe a sua opinião!

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOVIDADES MRV

Telefone*:
Telefone